Minha pequena homenagem ao recém nascido grupo...
 


ALMA, ARTE E POESIA
Jorge Linhaça
 


Quando a alma se encontra na poesia
Gera no peito a beleza, destarte,
E se os versos são feitos com arte
Compõem uma suave melodia.


Levam tristezas, quiçá alegrias,
Aqui e acolá, por todas as partes,
Versos pesados, de muitos quilates,
Feitos às musas que ele queria


Unem-se estrelas em um firmamento
Brilham ao longe sem nunca apagar
E o estro voa nas asas do vento.


Vinde poetas! - Atendo o chamado-
Em nossas águas teus versos lançar...
Aqui já estou e sinto-me honrado!
 
 


Arandu, 12 de maio de 2009