"ALMA NA ARTE DA POESIA"

TEMA: Amor - Paixão - Fascinação

Edição: Maria Thereza Neves
Arte e Formatação:Ana Ridzi

****

Apresentação!

Falar de amor,paixão ou fascinação...
eu diria, só para os que vivenciaram reais momentos...
mas é para todo, qualquer poeta
que vaga, divaga tecendo rendas de poesias
nas sombras da imaginação !
Ele tudo sente bem perto,
mesmo estando distante,
mesmo sem nada enxergar...
Ultrapassa todas as fronteiras, mares, oceanos
encontra uma ilha para aportar, sonhar !
O poeta respira o amor no ar ,
aromas no voar das flores ,
murmura, sussurra, canta...
escreve no cair das folhas de outono
dança na letras-chuvas de março!
E neste desfile de Poetas-Poesias,
o Grupo Alma_Arte e Poesia
deixou jorrar fascinação, amores e paixões!

Juntando a eles o grande Poeta ,
Imortal ,J.G de Araujo Jorge.

4 de junho de 2010
Maria Thereza Neves

****

Poetas Alma-Arte e Poesia
&
J.G de Araujo Jorge

 

1-Luli Coutinho/2-Marilena Trujillo/3-Naida Terra/4-Ciducha /5-Clara da Costa/6-Nídia Vargas Potsch/7-Sol Lua/8-José Ernesto Ferraresso/9-Ógui Lourenço Mauri/10-Teka Nascimento/11-Candy Saad /12-Itana Goulart/13- lu.ferretti/14-Cida Valadares/15-Theca Angel/16-Penhah Castro/17-Madalena Gomes/18-Graça Ribeiro/ 17-Ruth Gentil Sivieri/18-Cibele Carvalho/19-Maria Nogueira Martinelli/20-Celina Miranda/21-Maria Luiza Bonini/22-Maria Thereza Neves.

****

 

Amor Paixão, Fascinação!
Luli Coutinho

Chorai comigo o amor das quimeras
Entre sentidos de luz sonhos, espera
Nascera e morrera na aurora da dor

Não se pudera esquecer este amor,
Fingir não sentir dor... É translúcido!
Etéreo impudico em lúdico torpor

Quisera o coração se acalmar ao vê-lo
Senti-lo e em nosso fascínio, tê-lo,
Ao lirismo mais doce da poesia!

Tanto amor coubera nossos desejos
Quando em teus braços voamos ilusões
O segredo do beijo, volúpia em explosão

Sentir o desejo do meu ser em ti, reluz
À flor que se abre aos êxtases celestes
Aos pingos de chuva na hora da luz

Ah, não se pudera esquecer este amor!

22/05/10
São Paulo - SP

****

"AMOR "
J. G . de Araujo Jorge

E nunca chegamos ao fim da taça,
Por mais que a esvaziemos.

Agora,
sei que isto é amor...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -1a ed.1961)

****

Amor... Paixão... Fascinação
Marilena Trujillo

Morria a morna tarde no horizonte,
Um ar primaveril adentrava as narinas,
Encontrei-o junto a uma bela fonte...
Pássaros enfeitavam as campinas.

Sua silhueta mística invadiu minha retina,
Adentrou meu ser, sua imagem peregrina.
Seu olhar de mistério... era pura adrenalina!
Sua fisionomia era de uma bondade cristalina.

Quedamos os dois... num longo topor...
Tudo, em nós, falada de encanto, de amor.
Foi inevitável... aquele beijo abrasador...
E tantos, tantos outros... repletos de fervor!

Minha alma flutuava entre sons e cores...
Seus olhos eram amor, paixão, fascinação.
Bebemos dos delírios... todos os licores...
Embriagamo-nos nessa doce e tórrida união!
Mary Trujillo
24.05.2010

****
" As Duas Mãos "
J. G . de Araujo Jorge

À noite, sob os lençóis, nossas mãos cegas se encontram
e um diálogo de ternura e de silêncio
independe de nós.

Mãos insones, que surpreendemos ainda juntas, num diálogo
de ternura e silêncio,
quando a manhã nos expulsa do sonho...

Como Deus expulsou Adão e Eva
do Paraíso...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
AMOR-PAIXÃO-FASCINAÇÃO
NAIDATERRA

Um sonho pressentido...
Uma taça transbordando versos
que falam do amor que encanta a vida,
fulgor de uma paixão, fogo sagrado...
Um amor maduro, duas almas que
poetam e se entregam em noites
brancas, céu de prata...
Bocas sedentas... loucas...
Beijos devorados... ais sussurrados...
Um amor pela eternidade afora,
como é o amor do sol pela aurora,
FASCINAÇÃO...

****
" Cantarei o Amor "
J. G . de Araujo Jorge

Acima de tudo
cantarei o amor

O de Cristo de Confúcio, o de Romeu e D. Juan,
o de Che Guevara,
acima de tudo cantarei o amor.

Em todos os momentos, lascivos ou gloriosos
mansos ou eróticos,
unindo dois ou arrastando milhões,
nascido da ternura ou da revolta
procriando seres ou idéias,
acima de tudo cantarei o amor.

O amor
- cimento e força -
que constrói e ilumina
que convoca e conquista,
- bola de neve do bem inevitável,
acima de tudo cantarei o amor.

E o tirarei do coração
como a hóstia do cálice
ou o sol, da manhã,
ou a espada, da bainha,
- fulcro para a alavanca do meu verso
mover o mundo -

Acima de tudo cantarei o amor.

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 4a ed.1972 )

****

Amo-te!
Ciducha

Amo-te!
Como jamais em tempo algum
amei alguém...

Amo-te hoje, como te amei sempre
além da razão,
com abono total do coração!


Amo-te...
desde o dia em que te ví...
e nossos olhares se cruzaram
e nossos corpos se atraíram
nossas almas se tocaram...

Foste o primeiro homem
a fazer meu coração acelerar...
Foste o primeiro a me despertar desejos...
Foste o primeiro a me fazer sonhar
Foste o primeiro... e sempre serás!

Amo-te desde então...
sempre vou amar.
E ponto.

****
" Conquista "
J. G . de Araujo Jorge

Debruçado sobre teus olhos, ainda ofegante
de escalar alturas
e preso ainda aos teus cabelos para não cair,
eu me punha a falar como sonâmbulo
num deslumbramento de vertigem...

E então tu me apertavas contra o seio,
como se eu acabasse de ser salvo
em tua vida,
e me revelavas que aquelas palavras sem nexo
que eu, como um tonto, te repetia,
não eram palavras
era poesia...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
APAIXONADA
Clara da Costa

Não duvide do meu amor
nem da verdade do meu corpo cheio de calor
a roçar sobre o teu, apaixonada e nua.

Vem ficar comigo
seguindo-me de encontro ao verde azul do mar,
com teu abraço acalentar
essa saudade sem fim.

Vem caminhar comigo alegrando minha vida,
curando a ferida
que em meu corpo não cura pela falta tua.

Não duvides de meu amor,
vem ficar comigo assim.
olhe-me nos olhos, emudeça o meu pranto
com tua presença.

Vem...
diga sim,
estou apaixonada por você!

****

" Não Tentes Mais Fugir... "
J.G. de Araujo Jorge

Sou moço, ainda lateja o sangue em minhas veias
na força de uma idade ardente e tropical...
- tenho lavas no peito, e o teu olhar sensual
é fogo com que a carne, em ânsias, incendeias...

Minha alma tem a sede e a ardência das areias
sob o sol de um deserto inclemente e fatal...
- Tens tentado fugir... - mas um dia, afinal
possuída, hás de cair aos desejos que ateias...

Na entranha de teu corpo há uma árvore escondida...
- Tua boca é uma flor de carne, e os teus seios
dois frutos sazonando entre ramos da vida...

Eu quero a tua sombra... A minha alma te quer...
- Não tentes mais fugir... liberta os teus anseios
nessa noite de amor em que serás mulher!...

( J.G. de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente " 1a ed. 1961 )

****
Amor, Paixão e Fascinação!
Nídia Vargas Potsch

Paixão, quando mal controlada, pode aniquilar
com as defesas de qualquer pessoa ...
Para atravessar esta enxurrada de alucinações,
quase impossível de se evitar, faz-se necessário
ir adentrando devagar para não se afogar ...

Amor, este menino teimoso, que faz seu pouso
à revelia dos donos e invade os corações,
busca por meigo acalanto, por doce alquimia,
quer sombra e água fresca todo dia,
para florir e frutificar de vez ....

Fascinação, emoção que nos leva de roldão,
afeta diretamente o couro da alma, penetra
por todos os poros e difícil é nos livramos dela,
quando os dois: Amor e Paixão, aliados estão,
para nos derrubar de puro êxtase!

@Mensageir@
Rio, 26/05/2010

****
" Volúpia "
J G de Araujo Jorge

Quisera te associar à pureza e à candura
quando pensasse em ti... Mas a emoção, teimosa,
transforma sem querer toda a minha ternura
numa estranha lembrança ardente voluptuosa...

Não poderei dizer apenas que és formosa
quando a própria beleza em ti se transfigura,
- e pela tua carne há pétalas de rosa
e no teu corpo há um canto fresco de água pura!

Um sincero pudor vislumbro em teus enleios,
mas se disser que te amo com pureza, eu minto,
- no olhar trago tatuada a visão de teus seios...

E em vão tento associar-te ao céu, à fonte, à flor!
Quando falo de ti, penso em teu corpo, e sinto
que ainda estremece em mim teu último estertor!

( J G de Araujo Jorge - coletânea -
" Poemas do Amor Ardente" 1a ed. 1961 )

****
AMOR-PAIXÃO-FASCINAÇÃO...
Sol Lua©

Meu amor por você é mais que Infinito.
Nele me transbordo em reais sentimentos.
Onde ele existe, tudo se torna mais bonito.
E na eternidade vivo, seus doces momentos.

Meu amor é calmo, suave e transparente.
Agitado... Frenético, às vezes tempestuoso.
Ele se transforma quando te vê tão de repente.
E de tão perfeito se faz terno e amoroso.

Meu amor é como a terra... Em harmonia.
Ao ser criada, em seus detalhes. Fascinação.
Como o céu... Em esplendor, encanto e alegria.

Meu amor por você se faz da natureza-poesia.
Nele encontro amor... Ternura e paixão.
Para viver, feliz pela eternidade e no dia a dia.
Sol Lua©
25/05/2010

****
" A Tarde Cai... Enquanto te Despes... "
J. G . de Araujo Jorge

A tarde morna, sensual, lânguida, no poente
vai descendo de manso, lentamente,
em dobras roxas pelos espaços...
- como a tua camisa quando te despes
displicente
para a ansiedade eterna dos meus braços...

A tarde
presa naquele cume de montanha,
fugindo suavemente, silenciosa,
com a cautela de alguém que espreitasse o horizonte
cheia de receios,
- parece, no teu corpo assetinado e quente,
a camisa cor de rosa e indolente
que encontrou ao cair a arrogância dos bicos
dos teus seios...

A tarde vai caindo, e vacila, e demora
naquele cimo de montanha
que esbatido no azul das distâncias, agora,
num forte tom vermelho se ruboriza,
- tal como a tua camisa
toda vez
que indiferente à minha sofreguidão,
roçando em teus quadris, parando em teu joelho,
vai descendo, descendo, em dobras, molemente,
em dobras suaves de seda a desmaiar plisses
sobre o chão

A tarde morna, com seus tons dúbios de luz
fugidia,tem esse calor distante
esse vago perfume
e esse gesto indolente e cheio de torpor,
- da camisa ao soltar-se dos teus ombros nus
em carícias estranhas,
no instante em que teu corpo, branco como o dia,
encontra nos meus braços o abraço das montanhas
para a Noite de amor...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
AMOR-PAIXÃO-FASCINAÇÃ0
José Ernesto Ferraresso

Eterno e sempre durável,
Quando for compartilhado.
Amor que é imutável,
Difícil de ser evitado.

Sentimento profundo,
Provoca sensação de desejos.
Envolve nossos libidos,
Conquista e resulta paixão.

Com gritos de amor e volúpia,
Que ecoam de nosso coração.
Torna-nos escravos do momento.
Sensação de furor e erupção.

Loucuras que nos levam ao delírio,
Sem desistir, sem hesitar,
Ato inexplicável e irresistível,
Fascínio que nos leva a amar.

Serra Negra
27/05/10

****

" Desfolhando "
J. G . de Araujo Jorge

Essa boca, pequena, e assim vermelha,
que ao botão de uma rosa se assemelha,
- quanta vez provocava os meus desejos
desabrochando em flor entre os meus beijos...

Essa boca, pequena e mentirosa,
que diz, tanta mentira côr-de-rosa,
- era a taça de amor onde eu saciava
toda a ansiedade da minha alma escrava ...

Beijando-a, compreendia que eras minha...
Meu amor transformava-te em rainha,
teu amor me fazia mais que um rei...

Agora, tu fugiste... E eu sofro, quando
vejo um outro em teus lábios desfolhando
a mesma rosa que eu desabrochei!...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****

AMOR, PAIXÃO... FASCINAÇÃO!
Ógui Lourenço Mauri

Em tua vida, sei que não fui o primeiro,
Sou e quero ser o último, porém.
Em teu coração, eu cheguei sorrateiro
E não pretendo dar chances a ninguém.

Contigo, foi amor ao primeiro poema;
A paixão veio com tua alma depois.
Fizeste da poesia o estratagema
Que fundiu os sentimentos de nós dois.

Somos almas gêmeas de pacto latente.
Pois, nas estrelas, assim estava escrito.
Nós estamos em sintonia permanente,
Vivendo um amor cada vez mais bonito.

Claro está que surgimos em convergência,
Com feixes de coração pra coração.
Foi atração mútua de nossa existência;
Estigma de amor, paixão... fascinação!

Catanduva (SP), 27/05/2010.

****
"Amo!"
J. G. de Araujo Jorge

Amo a terra! Amo o sol! Amo o céu! Amo o mar!
Amo a vida! Amo a luz! Amo as árvores! Amo
a poesia que escrevo e entusiasta declamo
aos que sentem como eu a alegria de amar!

Amo a noite! Amo a antiga palidez do luar!
A flor presa aos cabelos soltos de algum ramo!
Uma folha que cai! Um perfume no ar
onde um desejo extinto sem querer inflamo!

Amo os rios! E a estranha solidão em festa,
dessa alma que possuo multiforme e inquieta
como a alma multiforme e inquieta da floresta!

Amo a cor que há nos sons! Amo os sons que há na cor!
E em mim mesmo - amo a glória de sentir-me um Poeta
e amar imensamente o meu imenso amor!.

J. G. de Araujo Jorge

****
Tarde fria...
Teka Nascimento

Hoje sinto frio...
ele entra pelo meu ser
Meu coração está vazio
Querendo te querer.

Nessa tarde fria
Quero o seu calor,
Para aquecer a minh'alma
Que sente tanta dor.

Fecho os olhos e me entrego
Nesse doce digavar
Sentindo o seu corpo
e o seu beijo a me calar.

Tarde fria...
Meu coração te chama
Meu amor reclama
Teu beijo, que minha boca sacia.

31/05/2010

****
" Adivinha-se "
J. G . de Araujo Jorge

Quando tu passas, sob o teu vestido
na ousadia das formas
advinha-se
- o desejo incontido,
- essa vontade,
da carne que se sente prisioneira
e que arrogantemente se rebela
em ânsias de liberdade....

Adivinha-se o desejo
da carne que não tarda a ser mulher...
- da semente que quer romper o chão...
- da flor que abre a corola ao sol
a espera
do louro pólen da fecundação!...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
Enamorada
Candy Saad

Quero andar na mesma direção do meu amor
Mimá-lo o dia todo e enternecer seu coração
De mãos dadas sair por ai,admirar o céu e a lua
Dormir em seus braços fortes,acordar na sua conchinha.

Caminhar sem dia nem hora,sem cobranças e sem demoras
Viver o amor verdadeiro,que ama a noite e o dia inteiro.
Palavras de carinho no pé da orelha sussurradas
Com todo bem querer e desejos de sedução.

Degustar de sua boca a vontade dos meus lábios
Aforar em mim um delírio voluptuoso sem igual
Viajar em segundos da terra aos céus.

Andar nas nuvens ...pisar nas estrelas
E voltar aos braços do meu grande amor
Amando- mais ...cada dia mais intensamente.

****
" Cachos de Uvas "
J. G . de Araujo Jorge

Vejo em teu corpo, teus seios
redondos, belos, pesados,
como ao tempo das vindimas
os cachos de uva dourados...

E tomo-os nas minhas mãos,
sazonados de calor
para meus lábios sedentos
do vinho do teu amor

Teus seios são cachos de uvas
Uvas da terra ou do céu
Sei que embriagam mais que o vinho
Que são doces mais que o mel !

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
DÚVIDAS...
Itana Goulart

Nunca sei se é amor
esse sentimento que me traz calor
Será que é paixão,
o que está em meu coração?
Meu corpo vibra quando te vejo
Seria a fascinação que tenho pelo teu beijo?

RJ,31/05/2010

****
" Cabocla "
J. G . de Araujo Jorge

Cabocla, em teus olhos há estranhos desejos,
mistérios de noite,
clarões de luar...

Tua boca, é uma fruta madura, vermelha,
madura de beijos,
de beijos maduros que eu quero apanhar!
Tua boca é uma fruta gostosa, será
assim como um bago branquinho,
branquinho,
e doce de ingá!

Teu riso, Cabocla, é tão fresco, tão bom,
que há nele um murmúrio de fontes, e o som
das águas rolando na mata fechada...
Teu riso, Cabocla, parece a alvorada,
parece na sombra o clarão do caminho,
- teu riso parece esse sulco branquinho
que se abre na pele macia e corada
de um doce cajú!

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)


****

Soneto amoroso
lu.ferretti

Não te amo mais.
Mas a ti faço estes versos nas emoções doídas.
Para mim toda a vida é festa quando há paixão.
E sem ela, meu amor, posso dizer -te :
tudo é poço escuro e fundo,é passo incerto, verso mudo.
È descolorido chão.

Não te amo mais porém é certo
que entre meus guardados no fundo do armário ,
no meio das roupas mais antigas...
há álbuns rotos onde tuas fotos moram...
Neles, estás em perfeito estado : inteiro , belo , conservado .
Porém, quando bem olhado , sinto-te em lugar tão longe,
tão inalcansável , como se já estivesses abortado desta vida...

****
" Desejo Oriental "
J. G . de Araujo Jorge

Quero que sejas assim, sempre nova,
sempre diferente,
lírica e sensual
pecadora e inocente,
- imagem pura do bem,
visão estranha do mal,
- nas "mil e uma noites" do meu desejo
oriental...

Terás então o meu amor
se isto conseguires...
- que o meu desejo é assim: volúvel, multicor,
como o arco-íris...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
Amor-Paixão-Fascinação
Cida Valadares

Quero amar com toda sutiliza e leveza do ser
Que o sentimento dispersa como bolhas de ar
Voláteis espalhando perfume e este prazer
Que sempre se tem na certeza de amar.

Quero com um pouco de paixão, poder amar
Entremeando afagos, sentimentos de carinho
Apenas o bastante para contemplar
Que , apaixonado, o amor sempre haverá de estar.

Quero ainda, o fascínio das primeiras emoções
entremeando , sutilmente, todos os sentimentos.
Que faça acreditar, por todas as conclusões
Que este amor jamais conhecerá esquecimentos.

Amor , paixão, fascinação... como é risonho
O que se espera de todo relacionamento
Que nada falte, enfim, deste alimento
Que nos fará viver de todo amor...O sonho.

****
" Barro "
J. G . de Araujo Jorge

Não me culpes, se não posso tirar deste amor
senão formas, como louco escultor diante do barro...

Não era teu destino ser música
em meu coração.

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
AMOR...PAIXÃO....POESIA....
Theca Angel

É por te amar que em realidade
Consinto que este amor me encante
E a vida passe a ser, na verdade
Um poema que ao olhar-te eu cante!

Por esta paixão perdi-me no tempo...
E sendo amante desprezei meu juizo
Ao esquecer-me de viver cada momento
No hipnotísmo deste mortal feitiço!

E assim imerso em total magia
Sigo te amando neste nosso segredo
Só desvendado em sensual sinfonia!

Se tão grande amor ao mundo desafia
Não me condene a triste degredo
Este desejo versado em poesia !

****
" Cortesã "
J. G . de Araujo Jorge

Esquece, amor, meus pecados
tu me disseste a sorrir,
se nos meus olhos cerrados
só tu me podes possuir...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
O AMOR _ PAIXÃO
by Penhah Castro

Este amor que foi nascendo
no berço esplêndido dos nossos corações
Foi aos poucos se estendendo nas poesias ,
em versos, em canções,
ou numa animada conversação...
Tornou-se o sentimento mais lindo que já vivi
envolvendo tudo o que já senti...

Já agradeci mil vezes o seu amor...
Já chorei quando o medo de perdê-lo me assolou!
Vivo um presente que é nosso amor...
Deixando um passado que tem muita dor!
Vivo agradecendo este encontro cheio de cor...
E valorizo o sentimento que assola o nosso peito
que se expande pelo corpo, e se alastra pelo nosso desejo...
É por isso que eu digo: nada tem a agradecer!
Porque EU AMO MUITO VOCÊ!

****
"Esta Saudade "
J. G . de Araujo Jorge

Esta saudade és tu.. . E é toda feita
de ti, dos teus cabelos, dos teus olhos
que permanecem como estrelas vagas:
dois anseios de amor, coagulados.

Esta saudade és tu ... É esse teu jeito
de pomba mansa nos meus braços quieta;
é a tua voz tecida de silêncio
nas palavras de amor que ainda sussurram.

Esta saudade são teus seios brancos;
tuas carícias que ainda estão comigo
deixando insones todos os sentidos.

Esta saudade és tu ... É a tua falta
viva, em meu corpo, na minha alma, viva,
... enquanto eu morro no meu pensamento.

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****
Amor, Paixão, Sedução
Madalena Gomes

Meu corpo dança
Comprime-se
acata
Busca
Envolve-se
Transborda teu corpo
Tua força, magia e sedução

Sou o teu mistério
Teu segredo
Sou o teu Eu que se encontra no Amor
Resume-se e se define!

Dentro de ti minhas verdades são inteiras
E tu és minha mudez de palavras e gestos,
Meu amor, paixão e ilusão.
Junto a ti desvairo meu fascínio, frenesi
E todo o gosto de minha sedução!

Campina Grande, PB
31.05.2010

****

" Interlúdio "
J. G . de Araujo Jorge

Há uma estranha ternura, há uma estranha meiguice
na expressão de teu rosto e em teu modo de ser.
Criança e mulher... talvez, ainda ninguém te disse
o que, com o meu olhar, confessei, sem querer...

Teu olhar... esse teu olhar adolescente
onde há um misto de sonho e indeciso desejo,
me perturba e emociona inesperadamente
sempre que em meu caminho, eu te encontre, eu te vejo...

Quando vens para mim, e te sinto ao meu lado
a olhar-me nos olhos, terna, fundamente,
teu coração, - bem vejo, - é um pássaro agitado,
a bater em teu peito, as asas, febrilmente.

Que fazer? E essa dúvida atroz me alucina.
Em teus olhos inquietos, há um clarão qualquer.
Devo deixar passar a criança, a menina,
ou devo transformar a menina em mulher?

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961 )

****
À espera
Graça Ribeiro

Aqui neste lugar que não existe
espero a volta do sentido
que marcou a ida do tempo

Parece sonho feito de nuvens
mas o que é a vida senão este
sopro que cai sobre a terra
em dia de chuva

Encanto-me com as rosas
e perco-me no desfiladeiro
que sei não ter volta

Mesmo assim continuo à espera
de um momento extremo
de um olhar de espanto
de um canto afinado
e de um beijo apaixonado

****
" Bom Dia, Amigo Sol ! "
J. G . de Araujo Jorge

Bom dia, amigo Sol! A casa é tua!
As bandas da janela abre e escancara,
- deixa que entre a manhã sonora e clara
que anda lá fora alegre pela rua!

Entre! Vem surpreendê-la quase nua,
doura-lhe as formas de beleza rara...
Na intimidade em que a deixei, repara
Que a sua carne é branca como a Lua!

Bom dia, amigo Sol! É esse o meu ninho...
Que não repares no seu desalinho
nem no ar cheio de sombras, de cansaços...

Entra! Só tu possuis esse direito,
- de surpreendê-la, quente dos meus braços,
no aconchego feliz do nosso leito!...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****

AMEI, AMO E AMAREI
Ruth Gentil Sivieri

É quase a última página da vida,
onde estão grafados os momentos
e feliz, vejo a estrada percorrida,
pois há mais alegrias que lamentos.

Amei, sim e como soube amar!
Mesmo sendo o amor uma quimera,
foi tudo que eu pude e soube doar,
como as flores de uma primavera.

Amo e cheia de emoção e ansiedade,
vejo a vida ora escura, ora iluminada,
abominando sempre o dó e a piedade
de quem parou no tempo dessa estrada.

Amarei mais ainda, se possível for,
pois há algo de belo nessa minha vida
e sempre, sempre, falarei de amor,
ainda que no peito tenha aberta uma ferida.

****
" Domínio "
J. G . de Araujo Jorge

Hoje, tu já não coras se te abraço,
hoje, tu já não foges ao meu beijo...
Sabes que és minha... e o que desejo e faço
é o que faz e deseja o teu desejo...

Ficas mais bela no desembaraço
da suave intimidade em que te vejo...
Nada negas - e dando-me o que almejo
tudo me dás - quando o teu corpo enlaço!

Quando o teu corpo junto ao meu se aninha...
Vives pelo prazer de seres minha,
e és dócil e flexível como uma haste,

No abandono total em que te enleias,
quem diria, que um dia, já negaste
com a mesma boca com que agora anseias!

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****

AMOR - PAIXÃO - FASCINAÇÃO
Cibele Carvalho

Como separar sentimentos
que se confundem, se entrelaçam,
que vêm, ficam ou passam?
Como distinguir a diferença
se nós, em sua presença,
misturamos todos eles
sem critério ou seleção?
Como usar o bom senso
se nada em nós é consenso?
Como explicar o que move,
nos impulsiona e comove?
Somos todos impotentes,
indefesos, inconstantes.
Somos pura contradição!
Somos amor, paixão, fascinação.

RJ,02/05/10

****
" Frutos Proibidos "
J. G . de Araujo Jorge

Teus seios - frutos maduros,
cachos de uva de um pomar
guardado por altos muros
que apenas vejo, ao passar...

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 4a ed.1972 )

****
Meu amor, minha paixão
Maria Nogueira Martinelli
(Sapeka)

Frêmito do meu corpo enlouquecido
no calor da tua pele sobre a minha
traz o fogo da paixão que adivinha
minha sede num desejo incontido

Uma febre que alucina meus sentidos
aguçando meu desejo em arrepios
é percorrer os teus pêlos tão macios
com o toque de meus dedos atrevidos

Ondas de calor que expressam o prazer
embriagado de paixão, de amor e emoção
faz meu corpo se entregar ao te aquecer

Numa chama que acende a explosão
chego ao céu me perdendo nas estrelas
flutuando numa nuvem de algodão

****

" Estranho Destino ..."
J. G . de Araujo Jorge

Ficará ressoando indefinidamente
no bronze de tua carne moça de adolescente
essa música infinita
que ainda às vezes escuto, e ainda às vezes me agita
na lembrança das horas distanciadas. . .

Eu fui no bronze vivo de teu corpo, o primeiro
som!
- o toque matinal e alvissareiro
das primeiras badaladas!

Que a tua carne morena, esplêndida e tropical
trouxe o estranho destino
musical
de um sino!

( J. G . de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente" 1a ed.1961)

****

AMOR-PAIXÃO-FASCINAÇÃO!
Celina Miranda.

Sou amor!
Sou paixão
Sou fascinação
Que comanda meu coração...

Esses sentimentos!
Acalentam minha alma
Dão vida ao meu ser
E é a razão do meu viver...

Que se entrega em total inspiração!
E transpassa meu coração
E me faz flutuar de emoção
O meu nome é:
Amor Paixão Fascinação...
03 /06/10.SC.

****
"Gosto de ti
desesperadamente;

gosto de ti, toda, inteira
nua, nua, bela, bela..."

J. G. de Araújo Jorge

****
AMOR, PAIXÃO, FASCINAÇÃO
Maria Luiza Bonini

Eis-me diante do AMOR
E a ele indago, sutilmente
Se é dele que advem essa flor
Que invade com seu aroma, esse ambiente

Eis-me diante da PAIXÃO
E a ela indago, sutilmente
Se é dela que advem esta emoção
Que invade corações, de forma ardente

Eis-me diante da FASCINAÇÃO
E a ela indago, sutilmente
Se é ela a dona de toda a sublimação
Que invade, enlouquecendo, cegamente

Recebi como resposta, por todas elas
O que esperava e há muito já sabia
Numa sinfônica harmonia, das mais belas
Disseram _ em uníssono _ somos a tua poesia!

01.06.2010

****
" Passional "
J.G. de Araujo Jorge

És lânguida e amorosa quando estás sozinha
em teu corpo perfeito este amor apoteosas !
Nos teus olhos distantes, tudo se adivinha
e há em teu beijo um sabor encarnado de rosas !

Nasceste com certeza para ser rainha,
e o serias na certa, das mais poderosas
- no entanto, aqui te tenho escrava, e sendo minha
cabes toda e inteirinha em minhas mãos nervosas !

Os teus cabelos louros, soltos sobre o leito
espalham-se em meu ombro, emolduram teu rosto,
e, quando assim te sinto abatida em meu peito

os teus olhos castanhos, místicos, oblongos,
vão morrendo em desmaios roxos de sol posto
sob, a noite de seda dos teus cílios longos!

( J.G. de Araujo Jorge - coletânea -
"Poemas do Amor Ardente " 1a ed. 1961 )

****
MOMENTOS INTENSOS...
Maria Thereza Neves

A sedução arromba a porta...
O silencio grita ,eco reponde ,
A saudade abraça, conforta ,
Sem saber começar por onde.

A lua vermelha esconde a cara
No cair, desfolhar dos véus...
O fascínio em fúria encara...
Em desmaios,corpos ao céus.

Devaneio de peles e desejos
Momentos lúdicos, intensos.
Fogueira de paixões e beijos.

O tempo escapa das mãos ...
O incêndio não apaga emoções,
Ardências da alma, do coração !
*****


"Poemas do Amor Ardente"
(Coletânea de poesia erótica)
J. G . de Araujo Jorge
http://www.jgaraujo.com.br/lista/ardente.htm
Música :Orquestada - TO LOVE AGAIN.wav
Grupo Alma_ArtePoesia

04/06/2010



CRÉDITOS

TUBES
NIKITTA

IMAGEM
GRUPO DE TROCAS

ARTE E FORMATAÇÃO
ANA RIDZI

 

 

Voltar