"ALMA NA ARTE DA POESIA"

TEMA: MIRAGEM

Edição: Maria Thereza Neves
Arte e Formatação: Ana Ridzi

*****

Abertura!
 

Um lago rodeado de palmeiras no meio do deserto.
bem longe sonhos , abraços da amada, oásis...
sim seria um oásis, se não fosse apenas uma miragem...
O viajante cansado, com sede, corre prestes a mergulhar nas ,
águas brilhantes, cristalinas,lençóis de paixões
junto as palmeiras que desaparecem...
Solitário, vai pela sombra e o que é sombra ,
é nada mais que a MIRAGEM!

Setembro de 2010
Maria Thereza Neves

****

Poetas presentes:

Marcos Viana/Edmen/Cibele Carvalho/Zena Maciel/Tarcísio R. Costa/Humberto Rodrigues Neto / Walterbrios /Celina Miranda/José Ernesto Ferraresso/Theca Angel/Nídia Vargas Potsch/Marilena Trujillo/ Naidaterra/Elane Tomich/Luli Coutinho/Anna Paes/Roze Alves/ Eda Carneiro da Rocha /Ógui Lourenço Mauri/Sonia Pallone/Véra Lúcia de CamposMaggioni®/Teka Nascimento/Nara Pamplona/Graça Ribeiro/Auber Fioravante Júnior/Maria Thereza Neves.

****

A Miragem
Marcus Viana
(Autor da Música )

Ah! Se pudéssemos contar
As voltas que a vida dá
Prá que a gente possa
Encontrar um grande amor...

É como se pudéssemos contar
Todas estrelas do céu
Os grãos de areia desse mar
Ainda assim...

Pobre coração
O dos apaixonados
Que cruzam o deserto
Em busca de um oásis em flor
Arriscando tudo por
Uma miragem
Pois sabem que há uma fonte
Oculta nas areias...

Bem aventurados
Os que dela bebem
Porque para sempre
Serão consolados...

Somente por amor
A gente põe a mão
No fogo da paixão
E deixa se queimar
Somente por amor...

Movemos terra e céus
Rasgando sete véus
Saltamos do abismo
Sem olhar prá trás
Somente por amor
E a vida se refaz...

Somente por amor
A gente põe a mão
No fogo da paixão
E deixa se queimar
Somente por amor...

Movemos terra e céus
Rasgando sete véus
Saltamos do abismo
Sem olhar prá trás
Somente por amor
A vida se refaz
E a morte não é mais
Prá nós!...

****

MIRAGEM
(Edmen)

A brisa soprou calma vinda do mar,
mas, o coração pareceu não querer aceitar
a aragem incontida, tão parecida com a vida
a soluçar, buscando abrolhos, talvez,
de uma miragem, silhueta de um tempo
que tão longe ficou, de alguém que
o coração muito amou.

Miragem de uma estrofe que nasceu
tão parecida com a lágrima incontida,
escorrendo alegria deste amor, hoje,
tão somente meu e teu...

Nosso amor de agora, nascido daquela
elegante senhora sem idade,
cujo nome é felicidade dessa aragem
flor... Miragem desse... Nosso amor.

****

MIRAGEM
Cibele Carvalho

Uma forma que vi, meio à distância
e que trouxe-me de volta a esperança
de que fosse melhor o dia meu.
Uma luz que passou em meu caminho
e fez-me vislumbrar momentos
bem melhores e felizes que virão.
Uma presença constante em minha vida
a guiar-me ao longo desta lida
iluminando a estrada a ser seguida.
Não é figura, pintura, imagem,
não é fruto da imaginação
- é certeza, não é uma miragem!
É Deus que incute-me coragem
e mostra-me a melhor direção.

RJ, 28/08/10

****

Miragens
Zena Maciel


No vale do desespero, chorei.
No céu das fantasias,
rabisquei grafismos de tristezas,
Fechei o coração com nós de aço,
Tornei-me refém da dor...
Por medo de conjugar o verbo amar
fiz um funeral com a paixão.
Como um palhaço gargalhei,
Rasguei máscaras,
Exorcizei a saudade,
Joguei fora ilusões,
Esqueci o pierrô,
Já não era carnaval!
Fotografei sonhos
em preto e branco,
Revelei retratos sem imagens.
Pelos dias abstratos segui,
sem corpo e sem alma,
mas em busca de novas miragens.

Recife-Pe

****

MIRAGEM
Tarcísio R. Costa

Longe, muito longe,
vejo algo, mas parece uma grinalda que se desfaz,
fica disforme e, novamente, se transforma em nada.
Sugem montanhas, em seguida desaparecem.
As velas de um lento barco se transformam em espuma.
Fecho os olhos em reflexão, vejo um oásis,
abro os olhos é um deserto...

Assusto-me, uma tempestade!
mas é apenas uma doce aragem...
isso é o mundo da ilusão,
uma miragem!

*****

SONHO OU MIRAGEM?
Humberto Rodrigues Neto


P'ra definir-te com perícia e arte
me vejo muita vez a comparar-te
com tudo aquilo de melhor que houver.
Não sei se és uma alma iluminada,
que de outro plano me foi destinada;
se és uma estrela convertida em fada
ou se és um sonho que se fez mulher!

****

MIRAGEM
Walterbrios


Sigais em viagem,
Que a vida vos pede,
Que a vida é bagagem,
Que a vida é oásis,
Que a vida tem sede,

Mas, pensai em miragem,
Na ilusão da rede,
Descanso da coragem,
Não vos iluda aquilo que vedes.


SSABA 28.8.10

****

MIRAGEM!
Celina Miranda.

Você é miragem!
É o meu anjo
Você não existe
Com certeza é pura miragem dos meus sonhos
Seus escritos só como os dos anjos celestiais...

Você é capaz de tocar as almas!
Transpassando os corações
De alguns seres humanos
E de muitos poetas...

Só eles conseguem!
Sentir na alma o que você
É um anjo celestial
Disfarçado de humano
Vivendo entre nós...

Que veio do céu!
Para abrandar os corações
Os humanos atormentados
Por esse mundo conturbado
Sedentos por um pouquinho de paz...

Celina Miranda.

30/08/10.
SC.


****

ETERNA MARCHA
José Ernesto Ferraresso

O sol a pino,
meu corpo divaga.
Sinto a partida,
a vida torna-se vaga.

O corre-corre da vida,
quase finda entre realidades.
Aos poucos à tarde acinzenta,
talvez me alimentem miragens.

À terra e seu negrume,
desenham miragens.
Haverá nova chegada,
vida nova para ver?

Começo a enxergar e sentir pessoas,
mas, serão apenas miragens
querendo se aproximar?

Serra Negra
01/09/10

****

MIRAGEM...
Theca Angel

Num bailado preciso, incansável
Rodopiam pela mente as imagens...
Ilusões, verdades...ou só miragens
de uma vertigem de amor inegável...!

Mesclam-se a realidade e a fantasia
Uma doce apostasia que me invade
O passado ressurgindo na saudade
Ao som de etérea e pungente sinfonia...

São meus olhos a te buscar, pungentes.
Minha voz que rouca, deste amor destoa...
Uma vibração dos sentidos...e da mente...

Há tempestade no deserto de minh´alma
Um turbilhão que tua lembrança afaga
Descrença que só o teu carinho acalma!...

****

Miragem...
NídiaVargas Potsch
( indriso)

Na hora do angelus, penso em ti
No entardecer onde o sol é mais ameno,
Procuro ver-te dentre nuvens de sonhos...

Se a distância ingrata nos separa,
Amor apaixonado une nossos corações.
Há um deserto de solidão entre nós dois...

Miragem, reflexão da luz na imaginação.

Ilusão sedutora, vira quimera fantástica!


@Mensageir@
Rio, 30/08/2010

****

Miragem
Marilena Trujillo

De tantos e transloucados delírios,
Fez-se a vida em miragem... utopia...
Como se fossem normais os martírios,
Todo sentimento se convertia em poesia.

Um sentir jamais sentido... vivido...
Um viver oco... à beira do abismo...
Corpos e almas quase destruídos...
Reféns de mórbido sonambulismo.

Miragem de um mundo cor-de-rosa...
Ilusória transmissora da felicidade...
Impostora irresponsável, insidiosa...
Semeou apenas muita dor e saudade!

Visagem que coloriu tudo de azul...
Mostrando das manhãs belas alvoradas.
Desenhando estrelas do norte ao sul...
Onde só havia a aridez das estradas!

Chega de miragem, de utopia, fantasia!
Converto-me em calcário... em frio gelo!
Aparto-me de ti... da tua imbecil alegoria,
Jamais voltarei a atender teu pérfido apelo!


Mary Trujillo
02.09.2010

****


MIRAGEM
Naidaterra

Não sei por onde
meus pensamentos voaram,
uma paz tomou conta do meu Ser
e me deixei levar pela beleza
daquele sublime momento...
Um rio calmo de águas transparentes,
flores, folhagens e uma brisa
envolvente e perfumada,
trouxe-me a tua imagem,
emocionada desejei tocar tuas mãos,
abraçar teu corpo e me ver
no teus olhos ébano...
Apenas um gesto meu para tocá-lo,
tua imagem desapareceu...
Uma miragem apenas...

****

miragem
elane tomich

era céu e sol e sal
eram deuses de areia
era eu perdida e mal
água a verter das veias

era sol e sal e céu
alma do mundo estrelada
meu corpo perdido ao léu
uma porta escancarada

era céu e sal e sol
era a linha do horizonte
uma porta aberta ou
era ponte em delírio
alucinação da fonte
qued'água um frio um rio.
09 / 2010

****

 Miragem
Luli Coutinho

E como se tudo fosse miragem,
Eu te recebi como presente do céu
E a resposta que a vida me deu
Estava escrita num papel

Hoje tenho a certeza das bênçãos
Dos anjos e santos em nós
E trouxe comigo a realeza
Do amor intenso brotado em foz

É como se o tempo parasse
E iluminasse a uma só voz
Para que não se perdesse a vida
No desperdício da dor de fazer dó

Então seremos um só
E a cada abraço fará um nó
Poderá então me beijar
Num beijo eterno a pó

Louco, alucinante
Num gozo só!

LuliCoutinho
São Paulo - SP

****

Miragem!
Anna Paes

-Quem teus pés poda
Que impede teu caminhar ao centro?
Aqui, abro-te as portas
Cerro os olhos, miragem, fantasia!!
Vejo-te sempre
Sem nunca o ter deslumbrado
Toco-te a alma
Sem nunca vislumbrar teu corpo
Calo-te os lábios
Sem nunca o ter beijado!
Ah! Boca tão desejada
Corpo tão inflamado de desejos
Quando desmontas e
Enfim abandonas
O teu deserto sem fim?
Te envio meu grito:
Amor, amor meu!!
Quero ser o beijo,
sem gosto de ranço!
Verdadeiro oásis!
Minh'Alma é tua
Por esta razão, escondida ficou!
Tenho ânsias de ter-te, tocar-te
Olhar-te!
Cansar-te com meus beijos!
Ninguém rouba este meu coração
Não teem coragem
É teu, somente teu!
Anna Paes-
05/09/2010

****
Miragem
Roze Alves
(Rondel)


Belo e falso mágico fostes para mim
Fizestes-me crer num outro tu, miragem
A sedução era tua vara, plim plim
Só enxergava tua bela imagem

Cada dia mais crescia o amor assim
Nada via, trabalhava, e tu? Vadiagem
Belo e falso mágico fostes para mim
Fizestes-me crer num outro tu, miragem

Um dia apareceu quem já te conhecia, sim
Então tua pobre mágica se desvaneceu
Contou-me o que sabia de ti, ai de mim
Tu enganador, com medo desapareceu
Belo e falso mágico fostes para mim

Amanhecer-M
RJ: 09/09/2010

****

Miragem
Eda Carneiro da Rocha


Quem és tu que me fazes entrever esta miragem
De nossos corpos sonhados, amados,
na miragem inesquecível de nosso amor?

Fada que entrou em minha vida renhida,
na esperança de querer-te, sem ter-te...

Nos dias vividos à sombra de nós mesmos.
Na Esperança de um novo encontro,
de alma e corpo, onde poderei cingir-te
como realidade, sem te ter mais uma vez
como uma doce miragem!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"

****

SIMPLES MIRAGEM
Ógui Lourenço Mauri

Agora sei que os traços de minha face
Marcam aonde meus sorrisos chegavam.
Atestam os estragos de um desenlace
De dois sonhadores que tanto se amavam.

Provocado por seus versos atraentes,
Sentia-me no céu quando estava com ela.
Seus gestos tão dela eram tão diferentes,
Talvez só por isso deixaram sequela.

Que pena! Somente agora me dei conta
De que meu estro foi além do plausível.
Quem ama é cego e às vezes se defronta
Com as amarras de um amor impossível.

Contava com ela pro resto da vida,
Com as delícias de nossa convivência.
Tal expectativa se fez esvaída,
Dando lugar à mais rude consequência.

Por que o tão concreto virou abstrato?
Por que a felicidade só de passagem?
Que drama mais triste no último ato!...
O sonho não passou de simples miragem!

Catanduva (SP), 12/09/2010

****

Miragem
Sonia Pallone

"...Pelas coisas que tentei
lutei e não consegui,
pelo que pensei ter visto e não vi
Por tantos erros que padeci
Hoje só acredito em mim
Nas coisas que posso ver e sentir.
Pela minha verdade e meu sim
Chega de ilusão, de miragens!...
Sou agora começo
nunca mais
serei fim!..."

****

Miragens, Retinas em Trigal!
Véra Lúcia de Campos Maggioni®

Vera&Poesia®
(Rondel)


Olha! Retinas semeadas desabrocham em trigal!
Na alameda das azaleias violáceas há catedral floral,
Uma ponte elevada às constelações das paisagens,
Repiques de sino solar, dourada vaga às viagens.

Salivas e orvalhos borbulham nas madrugadas,
Nos leques excitados, loureiros e margaridas...!
Olha! Retinas semeadas desabrocham em trigal!
Na alameda das azaleias violáceas há catedral floral.

Raios sedutores sopram-se, em baladas, às espigas irisadas,
Faces se entrelaçam aos ares anises, luares às aves azuladas.
Aos vitrais bailam prismas fabulosos em uma coreografia magistral –
As miragens, como flores de íris na íris furta-cor, são magias acolhidas!
Olha! Retinas semeadas desabrocham em trigal!

****

Miragem ou Realidade?
Teka Nascimento


Confundo-me nos meus devaneios...
Sinto-te tão perto, tão junto de mim
Sinto o toque das tuas mãos em meu rosto
O gosto dos teus beijos em meus lábios
O calor dos teus abraços
e o pulsar do teu coração.
Vivemos loucos momentos de paixão
Trocamos juras de amor sob a luz do luar.
Vibramos intensamente de amor e felicidade.
Despertando desses devaneios não
sei precisar se foi realidade, ou simplesmente
uma deliciosa e doce miragem.


L.Pta.21/09/2010
22:08hs


*****

" Miragem...!"
Nara Pamplona


Não foi miragem...sonho....
Você surgiu com mantos dourados,
Os cabelos esvoaçando ao sabor do vento,
Os olhos negros com brilho angelical!

Os braços estendidos e convidativos,
O brilho solar enfeitando seu sorriso,
Seu corpo levitando em dança etérea,
As mãos com dedos apontados para o éter...

Dirigi meus olhos para o apontado espaço!
Imagens foram surgindo em nítido filme,
Vistas por meus olhos nadando em lágrimas,
Como se tudo fosse conhecido, amado...

A convivencia harmoniosa, sincera e serena,
Sem a nódoa da vaidade, inveja, inimizade,
Guerras, questiúnculas, concorrências desleais
Ligava todos em liame de radiante e quieta luz...!

Um choro calmo acalentou uma saudade
Que, antes indefinida, no momento evidenciou-se!
Veio a despedida vestida com um amor indizível
E me prostei ajoelhada e agradecida ao Criador!

****

Miragem
Graça Ribeiro

Tudo parece calmo a esta hora
E no entanto uma miragem
anuncia o rito de passagem

É setembro e as flores trazem
essa essência de mãe
dominando a paisagem

A flor azul em seu cabelo
o colar de pérolas
o olhar sereno que me alcança!

É tão intensa a sua presença
que seu perfume embala meu dia
e cai sobre a minha poesia

*****


Beijo Virtual, Miragem
Auber Fioravante Júnior


Tornou-se onipresente,
Reescreveu meus sonhos,
Ensinou-me a caminhar
Sem limites, sem intimidações.
Com palavras serenas,
Ligou minha imaginação,
Reacendeu minha segurança,
Revelou-me um novo cosmo
Onde viajo com minha sensibilidade,
Ultrapassando meus paradigmas
De um passado recente
Onde meus medos estavam
Em primeiro plano
E minhas reservas já não existiam.


Hoje uso o dicionário
Para descrever
O quanto eu amo a vida!


Hoje uso o dicionário
Para descrever
O quanto eu amo poesia!


20/junho/2005
Porto Alegre - RS


****

A Solidão do Deserto e a Miragem
Maria Thereza Neves

Terras engolidas pelas areias
maltratadas pelos homens
dunas onduladas ziguezageuando
onde o inverno e o verão são implacáveis
e o homem solitário-romantico à procura do oasis.

Deserto de almas em solidão
sem pingos-gotas de chuvas
onde o corpo luta, vence por sobreviver a procura da água
esperando sempre um suave amanhecer
e descansar nos braços da amada !

Nômades dos desertos
em caravanas desfilam cruzando luas e sois
onde olhar não alcança o infinito
no cenário fundo, onde as dunas assomam,
prontas para engolir o oásis nas grandes tempestade de areia.

A vida se revela sempre em constante movimento
o deserto se expande no vermelho no sussurro dos ventos
no calor que evoca-clama as almas em chama
a procura do bálsamo que aliviará o peito
da música da alma que acalentará ouvidos
da brisa suave que acariciará ao invés da aspereza
os solos não serão mais de brasas, mas de macios veludos
em suaves leitos de abraços e afagos!


*****



Setembro de 2010
Grupo Alma_Arte de Poesia
http://www.lulicoutinho.com




CRÉDITOS

TUBES: LUZ CRISTINA
IMAGEM: ANA RIDZI
ARTE E FORMATAÇÃO: ANA RIDZI




 

 

Voltar