Pobre Coração!
LuliCoutinho


Ressoa um som lúgubre
Parece vir do coração
Esse pobre que não tem jeito
Insiste em apertar meu peito.

Solitário ante o surdo gemido
Enfeita-se das flores pálidas
Aconchega-se em muros sombrios
Como um pássaro na escuridão.

Um amor outrora interrompido
Machucou demais sua ilusão
Hoje uma redoma de vidro
É sua morada e redenção.

Tira-o das cinzas, oh, Fênix!
Leva-o a voar contigo, liberta-o!
Traz-lhe o ouro da sua plumagem
Faz-lhe ressurgir com sua coragem.


19/11/07





...Que o vento da ilusão, é algo alentador
mova-o, cinza ao vento da nova alegria
da-lhe a luz do raiar desse dia
aplacando a escuridão onde mora!

..Que a aura da deusa Aurora
seja alento, sem precipitação
a laurear-me o peito,
que a tudo o amor dá jeito
nas asas de uma paixão!

Mercedes (Eme) Paiva
19/11/07

 

 

Wav: Norah Jones - The long day is over

 

Voltar