Minha Espera

Luli Coutinho

A luz que procuro
Que clareia meu escuro
Está em ti, meu eterno,
Um brilhar ouro puro!

A luz que espero
Tu sabes por que a quero
Necessito-a tal o mar
Oxigênio ao meu ar.

Esta luz, vida de luz!
Vida de tanta espera
Vem, me seduz inteira, 
Em doces quimeras.

Traga-a a mim...
Doce anjo da terra
Brilhe minha atmosfera
Anseio essa espera.

 

 

 

 
LuliCoutinho
Publicado no Recanto das Letras em 30/12/2007
Código do texto: T797379
 
 
 

 

Minha Espera
Nosso Encontro

Luli Coutinho

Francisco Coimbra

A luz que procuro
Acontece lendo letras
Que clareia meu escuro

Na inspiração da leitura
Está em ti, meu eterno,

Dou carinho à loucura
Um brilhar ouro puro!

Amor que me lembras

A luz que espero

Inspira a inspiração
Tu sabes por que a quero

Para te lembrares vim
Necessito-a tal o mar

Ao cativar-te assim
Oxigênio ao meu ar

Canto a canção

Esta luz, vida de luz!

Iluminas e aqueces
Vida de tanta espera

Sem tempo ou pressa
Vem, me seduz inteira,

De caçador a presa 
Em doces quimeras

Não me esqueces

Traga-a a mim...

A arte como devoção
Doce anjo da terra

Embala o sentimento
Brilhe minha atmosfera

Poema o momento
Anseio essa espera.

Canto a canção!

 

 

LuliCoutinho - 30/12/07

FranciscoCoimbra - 17/08/09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos

 

Tubes

 

Denise Worisch

MMC

 

Arte

Auber Fioravante Júnior

 

Poema

Luli Coutinho

 

Musica

vangelis - la petite fille de la mer

 

 

 

VOLTAR