O Meu Amor - LuliCoutinho &
S_ou teu! - Francisco Coimbra



Invento este amor em mim
Sem pressa nem cuidado
Sustido por ti pelas emoções e carícias
Deslizo ou então desligo...
Impregnada exalo o olor do jasmim
Sigo o aroma a(té) roma...
Na noite enredo o amor em delícias.


Invado a vereda florida, sentida
Com os dedos sou carícias
Roçando em teus pêlos meu rosto
Solto palavras sem as ter...
Quando tuas mãos acariciam meu corpo
Faço a escrita como um laço
Como laços delicados de fita.


Desperto de sonhos, mansos gemidos
Sonho um sonho que acordo
Perco-me em soluços com teus beijos!
Recordo como quem grava
Meu ar, meu corpo, meu juízo,
As recordações na película
Entregam-se a ti em doce suplício.


Amo-te em taça sagrada, volúpia
O filme filtro feito imagens
Enlaço-me a ti como linhas em bilros
Nu rendilhado duma renda
Carícias de amor, suave som melodia
Onde verso versos na voz...
Fonte dos meus ais, flamados suspiros.

18/05/0628/08/06
 



O Meu Amor
LuliCoutinho


Invento este amor em mim
Sustido por ti pelas emoções e carícias
Impregnada exalo o olor do jasmim
Na noite enredo o amor em delícias.

Invado a vereda florida, sentida
Roçando em teus pêlos meu rosto
Quando tuas mãos acariciam meu corpo
Como laços delicados de fita.

Desperto de sonhos, mansos gemidos
Perco-me em soluços com teus beijos!
Meu ar, meu corpo, meu juízo,
Entregam-se a ti em doce suplício.

Amo-te em taça sagrada, volúpia
Enlaço-me a ti como linhas em bilros
Carícias de amor, suave som melodia
Fonte dos meus ais, flamados suspiros.

18/05/06



S_ou teu!
Francisco Coimbra


Sem pressa nem cuidado
Deslizo ou então desligo...
Sigo o aroma a(té) roma...

Com os dedos sou carícias
Solto palavras sem as ter...
Faço a escrita como um laço

Sonho um sonho que acordo
Recordo como quem grava
As recordações na película

O filme filtro feito imagens
Nu rendilhado duma renda
Onde verso versos na voz...


28/08/06

Publicado em 28/08/2006 às 17h36
 

Voltar