ODE AO POETA / ODE À POETIZA
LuliCoutinho & Francisco Coimbra


Em tua homenagem / Toco a lira com que deliras
A poesia encanta-me /
Entro em teu corpo tocando
As palavras crescem /
Florescendo a dar-te flores
E o infinito celebra-te /
Versos verso canto cantando

A alma flutua como aragem /
Há tan-tan a batucar tanto
Descobre o segredo escarlate /
Enviando mensagem louca
Abriga desventura, dá coragem /
Dentro do tronco espanto
E a rosa da beleza, colore-se/
Como prazer dentro de toca

Rubras palavras vivem /
Segredos de ao pé da orelha
Como lágrimas de aurora /
Vivendo pela noite dentro
Versos, doces carmesins /
Ninguém nada aconselha
Alvorecer dos querubins. /
A felicidade tem centro(!)


05/02/2007 /
01/08/2008

Publicado no Recanto das Letras em 05/04/2008

Arte e Formatação: Nara Pamplona
Tutorial

 

Voltar