Seduz-me!

LuliCoutinho

 

Deitados em meu enleio

Dentre luzes da aurora

Seus beijos doce amora

 

No sonho que vive certeza

Sinto assim teu meigo jeito

De leve roças a pele, o peito

 

Inebriados e totalmente sós

A flor entreaberta para beijos

Esculpe em ti o meu desejo

 

Folheio-te, desenho-te, sei-te

Vislumbro-o em detalhes

Homem que amo, seduz-me!

 

 

25/03/09

 

***

 

Seduz-me!/ Com carinho

LuliCoutinho/ FranciscoCoimbra

 

Deitados em meu enleio/ ser sonho em poesia

Dentre luzes da aurora/ mergulhando o real

Seus beijos doce amora/ como do Fazer faria?

 

No sonho que vive certeza/ nu verbo em Poesia

Sinto assim teu meigo jeito/ dispo meus sentidos

De leve roças a pele, o peito/ no corpo a fantasia!

 

Inebriados e totalmente sós/ as palavras na letra

A flor entreaberta para beijos/ do canto nem conto

Esculpe em ti o meu desejo/ esculpindo na seta…

 

Folheio-te, desenho-te, sei-te/ um Cupido culpado

Vislumbro-o em detalhes/ não tem culpa musa

Homem que amo, seduz-me!/ me usa: teu amado!

 

25/03/09 26/03/09

 

 
 
 
 
 
 
VOLTAR