Sou Tudo! Viro Até Gaivota
LuliCoutinho/FRANCISCO COIMBRA


Faço dos teus, os versos meus!
VERSOS COM OS QUAIS MEUS TEÇO
Divago nas rimas... Adormeço...
COM UM EQUILÍBRIO ANTITÉTICO
Num vôo de amor poético
ONDE A UNIÃO SE FAZ POESIA
Asas de sublime simetria.

 

Vejo o poema teu, ao lado do meu!
É PELO DESEJO QUE NOS MEÇO
Formando o dueto que enalteço
VOO DESDE A PRIMEIRA NOTA
Pelo prazer atingido que me devota
SEM MARCAR LIMITE OU COTA
Sou tudo! Viro até gaivota.



11/11/05
13/12/05

 
 
Wav: Simone - Paixão
arte e formatação: denise moura

 

Voltar