VIVA O 25 DE ABRIL SEMPRE
… puro acto de inspiração!
FranciscoCoimbra


SENTIR E VIVER
haver um dia por ano
em que acordo e recordo
estar num aniversário
da Revolução dos Cravos
faz-me apetecer escrever
não o que os versos são
mas tudo o que podem ser
tentando soltar poesia no ar
para poder sentir e viver
o puro acto da inspiração!
TRANSPIRAR O CORPO
haver um dia por ano
onde regresso à inocência
do prazer da LIBERDADE
feita apenas em alegria
com a mocidade que vivi
não o que os versos são
quando se escrevem só
vividos sobre um papel
sem transpirarem corpo
por todos os poros pele!
PARTILHAR E COMPOR
haver um dia por ano
a partilhar e compor
toda a alma colectiva
de quem viveu a data
sem deixar diluir o ser
não o que os versos são
feitos numa brevidade
fôlego dum fogo aceso
na energia da memória
onde história se escreve!
34 ANOS DEPOIS
há este dia todo o ano
em que acordo e recordo
não o que os versos são
mas tudo o que podem ser!

25/04/08

 

Imagem: Grandola - Vila Morena

 

 

Voltar