FALANDO SOBRE MARTINEZ...




Sinceramente, não consegui, ainda, escrever algo que chegasse pelo menos perto da dimensão desse poeta maior chamado José Geraldo Martinez.

Tratava-se de uma pessoa sensibilíssima – o conteúdo dos seus poemas mostram isso – que sempre procurou tratar todos os seus iguais com muito respeito, classe e carinho.

Não posso considerar que o tenhamos perdido, porque o poeta que ficou de todo esse tempo que o conhecemos, certamente já o imortalizou em nossas melhores lembranças.

Portanto, deixo de mim , o meu profundo respeito por esse ser iluminado pelo dom de escrever e sensibilizar com a melhor das sensibilidades e agradeço a Deus por ter feito parte de um tempo feliz da sua vida, que é o tempo da troca, da reciprocidade e da fraternidade.

Obrigado, Martinez, por tudo.

Sinta-se eternizado no meu coração.

Luiz Poeta
Luiz Gilberto de Barros
Rio de Janeiro – Brasil

 

 

 

Apenas Saudades!

A voz da consciência!

Bendita

Coração Tenor!

É tão lindo...

Eu sou tão feliz!

Juramentado!

Meu país

Não compreendes?

Ninguém...

O amante!

O bêbado!

O teatro!

Perdão

Preciso...

Quem inventou a partida?

Recado em versos...

Reverenciando!

Um conto de réis!

Um único dia...

Único!

 

Ainda/José Geraldo/LuliCoutinho

Esconderam o amor/Sou deste tempo! Cleide Canton/José G. Martinez
Súplica/A súplica possível/ José G. Martinez/ Eugênio de Sá

Pergunto-te/Apenas o acorde/Quem?/José G.Martinez/CleideCanton/RivkahCohen

O que eu fiz.../José Geraldo Martinez/Vanderli Granatto

Dançando com a tristeza/Convidar a tristeza para dançar/José Geraldo Martinez/Clara da Costa

Menina!/Menino!/ José Geraldo Martinez/Naidaterra

O milagre da praça/José Geraldo Martinez/Eugénio de Sá

Não acredito!/Eu creio!/José Geraldo Marinez/Nídia Vargas Potsch

 

 

Imagem jpg: Galy Franey
Wav: Ottmar Liebert - After the rain

 

 

 

Voltar