Difícil não Meditar
                              Luli Coutinho
 

 

Difícil não meditar
tentar entender o sofrimento
aceitando as diferenças
a angústia nos seres humanos.

Refletir a insensatez
a falta de sensibilidade
o desamor, o agressor
o dissimulado, o impostor.

Difícil acreditar no homem
na existência dos seres iguais
na doação do amor
no sofrimento, na paz.

Difícil não meditar
no sofrimento alheio
na falta de compaixão
na restrição do amor.

 

Sabe, doce Luli,

mesmo estando com um oceano

nos separando, é-me fácil ver-te

e sentir teu coração!

Minhas palabras e voz só não conseguiram

chegar no dia e na hora que desejava, mas o desejo,

esse não tem barreira e imediatamente fica

juntinho a quem se ama.

O que desejo?

Desejo que o mundo tenha mais pessoas

iguais a ti e aí sim, teria certeza que

existiria Entendimento, Acordos e jamais

seriam convocados 60.000 reservistas

(sessenta mil aposentados do exército)

prontos para um sobreaviso vermelho!

PESSOAS IGUAIS A TI,

que é capaz de escrever teus sinceros

desejos em rimas, em forma de poesia,

em forma de Prece!

Que este Ano te seja de mais Realizações,

que as pessoas normalmente, como na Academia,

se cheguem e unam suas mãos.

Que a FELICIDADE, seja tua companheira!

 

PARABÉNS!

 

Beijo meu, Rivkah

 

VOLTAR