Passadas as horas...
 
Edvaldo Rosa
 
Para Luli Coutinho
 
 
Passadas as horas,
ainda na mente, guardo teu semblante:
Olhos vivos, numa face aberta,
sem máscaras,
sorriso cativante!
Ecos, insistentes,
as palavras em tua voz,
ou a voz em tuas palavras,
permanecem em meus ouvidos insistentes!
A tua imagem e o som de tua alma,
transbordante de paz e calma
fez-me criança novamente:
Descalça a pisar na grama,
principiando seus passos pela terra,
vendo a vida, sem ao menos se dar conta,
terna, eterna, bela...
 
29/08/2006
 
Publicado no Recanto das Letras em 30/08/2006
Código do texto: T229000
 
**********
 
Creditos
 
Tube
Tony Chavarria
 
Arte e Formatção
Ana Ridzi
 
Tutorial
Sarita
 
 
Voltar