Clarões de Amor
Luli Coutinho



Escrevo com minh’alma nua
Assim posso mostrar-me tua
Tu és em minha vida, euforia!
Faz-me libertar o amor fantasia.



E quando a deusa do amor desce
Em delícias meu corpo se despe
Incorpora-se tua amante perfeita
E teus desejos me são doce prece.
 


Em rimas meus versos de amor
Com malícia e sem falso pudor
Por ti mostram os meus desejos
Na ânsia por receber teus beijos.
 


E quando os versos se encontram
Formam-se nós de luz e calor canto
Abrem-se em mim clarões de amor
Cingindo volúpias ao meu corpo.


 


Formatação e arte by Millie

 

 

Voltar