Delírios
LuliCoutinho


Caem as pétalas da flor
Sangram de saudade e dor
Meus olhos choram minha tristeza
Revivem em filme a tua beleza.

O coração partido e incolor
Sente a ausência, o desamor!
Os ecos perpetuados da tua voz
Chegam, partem! Deliro este amor!

A procura... O devaneio na madrugada,
Talvez venha me acalentar
Queria encontrá-lo, tanto o procuro!
Sentir teu beijo mesmo no escuro.

Por teu amor, até estrelas brilharão!
Junto ao meu é emoção em turbilhão!
Meu mundo formará um jardim
Anseio teus braços dentro de mim.

Venha logo, meu amor!
Chegue a brumas de sonhador
Traga versos, centelhas de paixão!
Envolva de amor meu coração.


22/10/07


Arte e Formatação: Sapeka