Enleio Etéreo de Amor
    LuliCoutinho



Beijou-me com seu silencio
Trouxe-me um novo cheiro
Ardentes abraços por inteiro
Exalando no ar olor de lícios.
 


Voltaste com um mar amigo
A maresia na mistura da flor
Confundiu o coração da dor
Num enleio etéreo de amor.
 


Usou os versos do coração
Ritmado e com tanta paixão
Fez-nos sentir que nada é vão
E desejo físico n’alma é razão.
 



29/02/08
 
 
 
LuliCoutinho
 
Publicado no Recanto das Letras em 29/02/2008
Código do texto: T881498

 

 

VOLTAR