Meu segredo
Lulli Coutinho



Se não te apressares
Não poderás me ouvir
Se não aproveitares o vento
Talvez não chegues a tempo.



Ainda tenho os dizeres
Contar-te os prazeres no ar
As águas os levam ao mar.
Talvez não chegues a tempo.



O tempo está sem rastro
Perde-se no vento a cantiga
Ainda queria poder te amar
Na límpida lua antiga!



Talvez não chegues a tempo
Meu coração voa no vento
Quem sabe eu possa antes morrer
E meu segredo nunca poder dizer.



14/03/07


 

arte criada a partir de tubes de Marcio C.

 

 

 

VOLTAR