NO AZUL DA MATURIDADE
                        
LuliCoutinho
 

No azul da maturidade
Não espero por ti, meu amado!
Bem sei, mas sinto-o em mim.
 
Amo-o pelos meus poros, sem saudade;
Não posso tê-lo, meu amado!
A ausência mais presente em mim.
 
Imagino-o tão dócil! Adorado!
Em sintonia mútua, tento respirar teu ar;
Mesmo sem teus beijos, aspiro ao sonhar.
 
Faço viagens... Vôo longe! Eu te acho!
No azul da maturidade ao meu lado.
Sinto-o forte em meus braços... Transpiro.
 
Basta-me tê-lo assim... Imaginado!
 
13/09/05
 
 
 
 
 
 
 
VOLTAR