O Silêncio do Beijo
LuliCoutinho



Sem rodeios beijaste meus seios
Minhas asas se abriram em anseios
A lua emocionada em lágrimas
Fez estrelas brancas brilharem cálidas.

Vislumbrei o silêncio do beijo
Entreguei-me a ti por inteiro
A ingênua flor da alma pálida
Rubra de amor fez-se a rubi pátina.

Assim descobriste meu cheiro
Deixaste o teu sem receio
Há de ficares cravado, alvorada!
Há de levares o meu, perpetuada!


LuliCoutinho
25/02/06
 
 
arte e formatação-denise moura
 
 VOLTAR