Tua Poesia Reluz
LuliCoutinho




Estremeço e palpito ao ouvir tua voz
E ao olhar teu rosto, nobre prata brilhante
Vejo flashes de um cenário aconchegante


E é nessa ventura do teu doce amor
Deuses orvalhados de luz mudam tua cor
E trazem a alvorada em tua morada


Cobrem tua mesa de velas azuis
No lápis-lazúli rutilado de luz
E rios de águas claras, teus versos seduz


E é nesse momento de inspiração
Que tua criação renasce pura constelação
E o teu brilho em rimas de amor reluz


E na tela em que retratas a mulher
Tua pupila espelha a bailarina marfim
Que rodopia em êxtases,
Os ventos vermelhos do cetim



13/10/08


 


Imagem - Andrew Atroshenko
Tubes - Violão - by gran gran - Moça - by Karen
Wav - Edson & Tito Gonzales - São Paulo Madrid
Arte e Formatação - Joice Guimarães
Tutorial: Denise Worisch

 

 

 

  Voltar