Coração Encantado
 
LuliCoutinho
 
Mal se liberta da espera e silente
O meu coração bate calmamente
Guarda mistérios que desconhece
Na essência do amor que enaltece
 
Tanta é a fragilidade ao sobreviver
Cuida os segredos por um só querer
Adorado, quanto amor que ele me tem!
Poço de dores na paixão por alguém
 
As imagens que as tem em mágoas
Hão de ter leveza e flutuar em águas
Na serenidade e calma de uma lagoa
Como os versos de amor a uma pessoa
 
Crucificado em mim, coração calado,
Tanto é o sofrer pelo amor encantado
Ah, quanto lhe devo em doces afagos!
Trazendo-lhe os beijos do meu amado.
 
Invoco os corcéis alados do amor,
Magos, videntes, as fadas e duendes,
Que me tirem de uma vez esse encanto,
Ou me guiem rumo a certo trovador.
 

22/07/08
 
Código do texto: T1091946
 
 
 

 

Tube Face Aclis

Tube paisagem annabr

 

 

VOLTAR