Desenlaces

 

 

Luli Coutinho


Um homem, a mulher e a vida!
O tremor do tempo que transcorre
O desgaste de um amor ora profundo
Que amiúde se transforma e morre.

A tempestade secreta, a ameaça gris!
Vivida em desenlaces febris...
O sal do corpo transformado em pedra
Por mágoas acumuladas em visíveis fendas.

Motivos tantos, desencantos!
Um raio que consome o coração
Marcas que se enroscam na paixão
Desilusão! Desafina-se a canção!


14/02/07

 

 


Publicado no Recanto das Letras em 15/02/2007
Código do texto: T382434

 

 

Tube Luz Cristina

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 


VOLTAR