Guardado nos Olhos
 
LuliCoutinho
 
Guardo em meus olhos os traços
Eu ainda os relembro em silêncio
O rosto serena uma doce saudade
O beijo de amor, os lábios no cio.
 
Parto minha alma, divido pedaços
Os suspiros são cravados no peito
E a saudade insiste em doer tanto!
A ausência do corpo, teus abraços.
 
Talvez o tempo seja chegado tarde
E esse castelo de luz que me asilou
Quis tantas quimeras por ti e ousou
Se arriscar as asas leves da ilusão.
 
A vida imaginada, nossos segredos
Fecho os olhos e relembro todos
Mas a saudade vive e renasce o vão
E insiste em tirar meus pés do chão.
 

31/08/08
 
 
Publicado no Recanto das Letras em 02/09/2008
Código do texto: T1157870
 
 
 
 
Tube Hebe
Jpg Funlok
 
 
 
 
 
 VOLTAR