Sentidos da Língua
 
Luli Coutinho
 
Saúdo-a em boca entreaberta!
Mostrando-se esperta e lépida,
Sentindo os sabores da espécie.
Degustas o suor da pele tensa
De um corpo em torpor.
 
Desperta-me o sentido do desejo,
Quando lambes minhas pétalas,
Doce rosa escondida,
Que te anseia sem pudor.
 
Caminha! Neste corpo de malícias,
Proclamando-o em delícias,
Moldurando-o em volúpias,
Disfarçando a rubra cor.
 
Penetra-me!
Sinta o gosto do pecado
Sejas lenta e delicada!
Neste céu, luzes, estrelas!
Faze delas a orgia,
Desabroche minha flor!
 

21/01/06
 
Reeditado em 20/05/2007
Código do texto: T101857
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tube Tocha
 

 

 

VOLTAR