Solitários Passos
 
Luli Coutinho
 
...então eu sigo solitária às riscas
Na espreita do teu calado corpo
No escuro das noites ariscas atrás de ti
A procura da luz nas sombras cálidas
 
Como um vigia incrédulo e cego
Vago a esmo a infinita e curiosa busca
N'um ilusório espaço do labirinto inimigo
Invencível e de insulada solidão
 
No coração abarcam desordenados sons
Cingindo minh'alma e então, acaricio o corpo
Carente de ti e em solitários passos absorve
Um aceite e esta infinita desilusão
 
E como um doce orgasmo que quero eternizar
Vou cantar, dançar e iludir este amor ausente
Sendo um relicário que irei segredar na mente
Assim, é assim, que poderei enfim te guardar!
 

01/11/10
São Paulo - SP
 
Publicado no Recanto das Letras em 07/01/2011
Código do texto: T2715048
 
 
 
 
 
 
 
 
Tube Crisflora
Tube paisagem k@rine_ dreams _Misted_Landscape
 
 
 
 
 
 
 
 
 
VOLTAR