Tarde de Âmbar
 
LuliCoutinho
 
Gotas de chuva pingam suaves na janela
Faz-me lembrar aquela tarde de âmbar!
Fizeste o momento florescer no jardim
Enfeitaste com flores pedaços de mim.
 
O beijo suave que me deste o mais belo,
Guardei-o no peito com sabor de verdade
Ao dizer que me amas, nos sonhos ficaste,
Justificando os desejos não serem em vão.
 
Amor meu, minha sina, ensina!
Tua doce mulher a viver o silêncio
A deusa do amor que te anseia no vento
Guardar teus beijos de encantos momentos.
 

01/04/06
 
Reeditado em 14/04/2007
Código do texto: T131839
 
 
 
 

Tube Nikita

 

 

 

VOLTAR