Ventura da Vida
 
LuliCoutinho
 
A ventura é uma alma transparente
Aquela que atinge o dom da beleza
E por todas as cores que ela aparente
A fada do amor encontrará realeza
 
Ninguém desdém os olhos do sonho
Nem o amor as suaves mãos puras
Que desenham em doces alvuras
As flores que decoras minha lura
 
O mistério do amor nas palavras vis
Na poesia altiva inspirada na dor
Arvora-se aos versos duros, febris
Não disfarça o desvelo da alma gris
 
Nos momentos que tudo é solidão
E a fumaça enlaça o coração
Sei que bastaria eu dar um sorriso
E contigo entraria no paraíso
 
Então saberias que te amo, amor!
Curando a ferida que nos separa
Nossas almas seriam raios à alvorada
Não um crepúsculo apagado de dor
 

19/05/10
São Paulo – SP
 
Código do texto: T2272662
 
 
 
 
 
 
 

Tube Mara Pontes

Jpg campo

 

 

 

VOLTAR