Libertar
LuliCoutinho

Te pediria pra não ir embora
Mesmo que chegando à hora
Iria seduzi-lo a me amar
Talvez num doce desatinar.

Até que chegasse a aurora
Os teus abraços de outrora
Seriam meus laços agora
Com nós de navegador.

Será que se eu te prender
Fazer o meu amor valer
Serei feliz sem teu querer
De se entregar e te ter?

Talvez eu me engane
Mas melhor te libertar...
Em noites raras te amar
Certas horas te encontrar.

Então te percebo...
De quando em quando
Teu corpo me amando
E eu sentindo teu cheiro
Tomando-o por inteiro.

Como um raio fugaz
Um relâmpago que chega
Envolvendo-me em sedas,
Traz-me a chuva do prazer.

02/01/08

 

Voltar