Pássaro de Amor
LuliCoutinho
Declamada por: Sandra Ravanini


Guardarei em minha memória
Traços de um rosto perfeito!
A estampa que bebi um dia
Doce água cristalina da alegria.

Uma fonte de prazer absoluto!
Onde matas minha sede com alquimia
Ancorada nos meus sonhos dormidos
Os desperta em cascatas de euforia.

Doce pássaro de amor à alegoria
Das rimas que colores em azuis
De mãos calmas sobre asas lazúlis
Embala-nos como o cantar dos colibris.

Guardarei em minha memória
Gestos, um sussurro de fontes ternas!
Como a centelha rara e eterna
Pouso raro de amor à minha estória.

13/04/07
 

Arte e Formatação: Salete
 

Voltar