Retrato de Uma Canção
LuliCoutinho
Declamado por: Poeta Londrino

 


Se em meu devaneio
Alcanço o profundo azul
Vejo teu rosto ali inteiro
Numa visão que persiste
Nos delírios do meu amor


Essa solidão infinda
Retrato da triste canção
Das quimeras imaginadas
Nos sonhos de amor ou quase nada
São notas tocadas da minha dor


E nesses momentos
Em que me vejo nua e só
Lavam-me as horas da noite
Sussurros e lágrimas na face
Jazem na memória remota sem cor


04/10/08

 

 

 

Arte e Formatação: Elisasantos
Tutorial:

 

 

Voltar