Senhor meu!
Eliane Couto Triska

Minh' alma dilacerada
pergunta aos versos feitos
se não sou mais tua amada
pois a rima magoada
retirou-me os direitos.

Não grites...todos nos ouvem
nada digas, por favor!
teus versos são meus e sofrem
e as bocas que embora toquem
beijam outras sem amor.

Agora, versos ao chão
na imensa dor que continham
e os tolos que estes são
com rimas sem expressão
são os meus que te acarinham.

incredimail

 

Voltar