A Arte de Um Coração
Elizabeth Assad
15/11/06
 


Divago em traços coloridos sobre
a tela, que pouco a pouco
tomam forma e compõe a minha solidão.

As tintas se misturam
e novas cores surgem, vejo meu
vazio exposto, transpondo
o universo, ganhando mundo e
estampado na frigidez do tecido,
minha saudade grita seu nome.

Eis que surge a arte, que perdida
no mais profundo sentimento
do artista, se define.

A explícita forma de pinceladas
vermelhas, trás a lembrança
de seus lábios,
sinto seu beijo como poesia.

Percebo em cada cor,
um momento compartilhado,
meu coração através de minhas mãos,
expressa o quanto te amo.
 
 
 
 
 
 

Voltar