O Vento Sopra Forte
Giovanni Leandro
 
 
A cada giro da Terra é um recomeço para  a vida.
No coração, um grande Amor,
amor por uma pessoa muito especial.
 
Tem dias, que se arrastam pela noite a dentro
e, por mais que eu tente encontrar palavras,
o vento bate forte e as leva de mim.


É o verão, talvez.

E eu leio e releio pequenos fragmentos,
daquela menina que já foi
tantas e tantas vezes,
e, nas entrelinhas virtuais,
reconheço um milhão de sentimentos.

E ela assinou
sem culpa, talvez.
Amando, certamente.
 Eu sou só um menino.

E a menina linda
que fala, pensa, e diz
"quero mudar, quero mudar",
hoje segura na minha mão
com suas delicadas
mãos de fada,
um lindo sorriso no rosto
e um aperto no peito.
Que até atrapalha a respiração.

Eu sei, Amor.
Eu sei, porque sou teu desde aquele momento
em que nunca te vi.

E esse seu inverno vai deixando
o  meu verão mais aconchegante.
E a neve será apagada
pelas primeiras flores da primavera.

Alguma coisa acontece
com a lua e sua órbita imprevisível.
O vento sopra forte.
Eu sinto.

Vento que leva minhas palavras pra longe...
pra perto de você.
Vento que te trás mais perto
pra bem mais perto de mim.

Venta... Deixa Ventar...

Giovanni Leandro
 
 
arte final de
Paula Castel-Branco
 

Voltar