DECEPÇÃO...
Naidaterra


O azul tornou-se cinza e o
outono me trouxe ventos
desatados que antes eram cálidos...
Uma angústia se derrama
branda e lenta para apreciar
com mais prazer a minha dor...
Me enganou, me mostrou
que para uma flor sobreviver
era preciso muito amor,
dedicação, carinho e calor...
Mas notei que as tuas flores
morrem em segundos, não quero
estar entre elas...
Não quero este teu amor
sufocante...torturante...
Não quero murchar nas
tuas mãos...
 

Arte e Formatação: Elisa Santos

 

Voltar