PaPeL e CaNeTa
BY SILVANA CERVANTES
 
 
Tira-me o ar, o alimento natural, todo o sal...
Arranca-me os olhos, deixa-me surda, muda
Fere minha carne, sangra minha alma, esfola
Açoita-me com espada afiada, arranca-me a língua
Tira-me a sorte, os desejos, a magia, a nostalgia, memória
Deixa-me nua, suja, andarilha da vida, prostitua-me
Julgue, condene, me odeie, me pise, exonere, desdenhe
Diga que sou horrível, ridícula, inútil, inconseqüente
Maldita, falsa, insolente, atrevida, me cuspa, escarnei
Zombe, me furte da vida os direitos, preceitos
Tome tudo que é meu, corte meus pulsos, me tranque
Esqueça-me, faça tudo que quiser...
Só peço...

Pelo amor de Deus, antes de sair, deixa-me
Um papel e uma caneta...
Para que somente não mate, meus poemas

 

Arte e Formatação: Malu Froés

Wav: Ernesto Cortazar - Let me kiss you


 

TUTORIAL BY DENISE WORISCH
http://www.pspcyber.com.br

 

Voltar