DISTRAINDO A TUA DOR
 
Luiz Poeta ( sbacem-rj ) – Luiz Gilberto de Barros
Às 11 h e 18 min do dia 12 de outubro de 2006 do Rio de Janeiro
especialmente para  a formatação de Denise Moura
 
 
 
Teu olhar procura alguém na multidão
Que habite a solidão do teu caminho,
Mas nem sempre vem na tua direção
Outro coração carente de carinho.
 
 
 
Tu estás constantemente tão sozinho,
Mesmo em meio a tanta gente sorridente;
Tua dor põe teu amor em desalinho
Quando a tua solidão é mais freqüente...
 
 
 
Tu distrais a tua dor quando procuras
A ternura de um olhar mais sedutor,
Mas se encontras esse olhar, tu te torturas,
Pois não vês, nessa ternura, o teu amor.
 
 
 
E então, no espelho vão das utopias
Silenciosas que refletem teus anseios,
Teu olhar transforma a dor em fantasias
E a dilui o teu amor em devaneios.
 
 
Luiz Poeta  
...

 

 

 

criação:denise moura

música: Cat Stevens

 

VOLTAR