Poema Sublimado
 
 
(Nara Pamplona)
 
Você
 
 
 
 
Deixa  meu coração quieto
Minha   dor quedando-se adormecida e
Alma   outrora fragmentada e dorida, hoje
 Sorrindo   ante a porta aberta de novos rumos...
 Enquanto  os sinos dobram no silencio da noite e o
Pulsar  dos sons encontram ecos perdidos
0   seu rosto reflete-se no espelho das lembranças
Coração   reiterando desejos não realizados
Até   promessas jamais cumpridas!
O  meu olhar suavizou-se antevendo o
Fim  de tantos anseios e quimeras
Dos  desejos ardentes e persistentes
Sonhos?   não! realidade de um eterno amor!
 
 
Rio de Janeiro, 17/05/2012
 
 
Nara Pamplona
Enviando por Nara Pamplona em 26/06/2012
Reeditado em 26/05/2012
Código do texto: T3689693
Classificação de conteúdo seguro
 
 
 
 
Créditos:
Tutorial Chici
Tube Nara Pamplona e Wiileke